logotipo micro logotipo m?dio logotipo max Dúvidas? Contacte-nos: logos@logoslogotipos.com.pt/912 138 283

Programas bitmap e vetoriais

by João Alexandre on June 7, 2012

in Ferramentas e recursos

Programas bitmap e vector


Para quem ainda não sabe, eis um vídeo que explica as diferenças entre o que é um bitmap (raster) e um vetor. Depois continuem a ler:

Programas Bitmap

O programa bitmap (também chamado de raster) mais utilizado pelos designers gráficos, fotográfos, web designers e na indústria de impressão é o Adobe Photoshop. Existem outros programas bitmap como o Painter, o Corel PhotoPAINT, enquanto o Deneba Canvas combina relativamente bem desenho e edição bitmap.

Os programas bitmap são utilizados para criar imagens únicas e não são utilizados para criar documentos de múltiplas páginas. A base sobre a qual trabalha o programa é uma grelha fina de pixels. Cada pixel pode ser colorido em separado e o arranjo destes pixels produz o efeito de uma imagem.

Este método de criação de imagem pode assemelhar-se a pegar num pedaço de papel milimétrico e colorir cada quadradinho com a sua própria cor. Vistos de uma certa distância, os quadrados desaparecem e emerge a impressão geral de uma imagem completa. Como as imagens são construídas exclusivamente com pixels, é possível utilizar ferramentas que os modificam individualmente ou em grandes grupos.


Programas de Base Vectorial

Os programas de base vectorial, essenciais no mundo do design gráfico, descrevem a forma de um objecto com uma série de pontos estrategicamente localizados por linhas controladas por fórmulas matemáticas.

A essa linha é chamado path ou vector, estes podem ter espessura e cor e as formas ou objectos que criam também podem ser preenchidos com uma cor, gradação, textura, entre outros. Cada objecto pode ser movido independentemente ao longo de uma página o que lhe permite ser disposto e predisposto, sobrepondo-se a outro, conforme desejado. Alterando a posição dos pontos e as formas como os paths os unem, os vectores e as formas resultantes que criam podem ser reformuladas.

Os vectores são a forma ideal de descrever os limites das formas das letras e, de facto, os ficheiros das fontes de impressão são essencialmente uma colecção de vectores outline. As imagens vectoriais permitem aumentar para qualquer tamanho sem que se perca qualidade. Quando uma imagem vectorial é redimensionada, a fórmula matemática assegura que todos os pontos e paths são reposicionados para manter as suas relações originais. Uma vez que colorir é simplesmente preencher uma forma definida, a forma aumentada é automaticamente preenchida.

Os objectos descritos pela informação outline são de utilização eficaz de memória, sendo que um conjunto relativamente compacto de números pode descrever formas relativamente complexas e preenchimentos de cor. Contudo os vectores não podem produzir imagens fotorealistas, pois o realismo precisa de uma descrição de tom e cor em mudança constante que pode ser levada a cabo de forma satisfatória apenas pelas alterações subtis na cor dos pixels, obtida através das técnicas bitmap.

Esta página no Wikipedia mostra uma série de programas bitmap (ou raster) e programas de vectores: http://pt.wikipedia.org/wiki/Comparação_de_programas_de_coversão_raster_para_vectorial

Posts relacionados:

  1. Vantagens e desvantagens do bitmap

Leave a Comment

Previous post:

Next post:

(additional scripts)