logotipo micro logotipo m?dio logotipo max Dúvidas? Contacte-nos: logos@logoslogotipos.com.pt/912 138 283

Processo de design do logotipo

by João Alexandre on September 30, 2011

in Teoria do logotipo

O processo de design do logotipo

Como os melhores designers do logotipo o fazem



Quer saber os segredos dos melhores e mais bem sucedidos designers de logotipos? Este artigo vai-nos revelar exactamente como é que os melhores designers de logotipos de hoje em dia criam os seus logotipos. Vai mostrar o processo de design que estes designers usam para terem o design final do seu logotipo.

Básicamente o processo baseia-se nos seguintes pontos:

1. Briefing
2. Investigação
3. Investigação visual/inspiração
4. Desenho e conceptualização
5. Reflexão
6. Posicionamento
7. Apresentação
8. Celebração

1. O briefing
Práticamente todos os designers concordam que o contacto com o cliente e a informação que o cliente lhes deu é o passo mais importante para perceber o que ele quer do logotipo e como ter um design do logotipo bem sucedido.

Isto é feito através duma interacção cara-a-cara, através dum questionário, ou simplesmente por outros meios como o telefone e email, etc., como é o caso dos clientes do Logos Logotipos, que muitas vezes nem se chegam a encontrar connosco ou comigo (eu, o João), já que nos dias de hoje este tipo de trabalho e serviço pode ser feito convenientemente à distância dum email ou telefonema.

2. Investigação
Depois de ter o briefing com o cliente, é importante conhecer a área, ou a indústria digamos assim do nosso cliente. Este passo é importante para entrar dentro da cabeça do mercado para o qual o logotipo vai ser feito. A investigação pode incluir assim uma leitura geral da indústria em si, ou a sua história, ou mesmo da concorrência.

3. Investigação visual/inspiração
Este passo distingue-se do passo em cima porque não é tanto investigação no sentido de ler ou estudar o mercado do logotipo que vai ser feito, mas sim o estilo que o logotipo vai ter. É aqui que vamos à procura dum pouco de inspiração, de percepção, de estilo, uma certa abordagem na maneira como o logotipo pode ser criado para melhor mostrar aquilo que o cliente quer, assim como o mercado.

Uma boa maneira de fazer isto é analisar a concorrência, pelo menos aqueles que têm uma boa imagem (e a maior parte não tem, daí aproveitar-mos a oportunidade) e analisar se a abordagem deles parece eficiente em relação à marca e logotipo que têm.

Um designer pode e deve olhar e compreender porque é que certo logotipo parece mais familiar, ou outro parece mais corporativo e distante, ou poque é que este parece enquadrar-se melhor dentro da indústria do cliente, e outros não, etc..

4. Desenho e conceptualização
Aqui é onde entra a criatividade no processo de design do logotipo. Aqui é onde o design tem de começar a criar estudos do logotipo ao utilizar o briefind, investigação e inspiração anteriores.

Alguns designers chegam a desenhar até em guardanapos, outros usam sketchbooks ou folhas soltas ou qualquer outro tipo de coisa onde possam fazer rabiscos. Estes rabiscos, podem não parecer, mas são um passo importante na criação do logotipo, porque estamos a desenhar/rabiscar sem sentido de crítica, o que faz com que às vezes se tenham as melhores idéias desta maneira.

A tendência do designer de logotipos é ir logo para o computador, mas há grandes benefícios em começar da maneira mais tradicional, ou seja, no papel, a rabiscar idéias.

5. Reflexão
Fazer algumas pausas (minutos, horas, ou dias dependendo do projecto) é importante para dar uma oportunidade ao nosso inconsciente de pensar sobre o assunto. Quem não conhece a história de algum amigo nosso que se foi deitar num dia e de manhã quando acorda tem a solução para um certo problema de matemática, ou outra disciplina, ou mesmo um outro problema qualquer geral na vida dele?

Ao descansar e fazer algumas pausas estamos a dar oportunidade à nossa cabeça de descansar e deixar as nossas idéias amadurecerem na nossa mente mesmo sem estarmos a pensar nelas. Quando mais tarde voltamos para o nosso projecto, desta vez com maior entusiasmo, estamos a contribuir para uma maior imersão no design do logotipo.

6. Posicionamento
Este passo é onde os designers escolhem como trabalhar. Ou eles escolhem aceitar ordens dos seus clientes em relação àquilo que o cliente quer a nível visual, ou então, eles posicionam-se como um profissional e guiam e instruem e asseguram o cliente que a maneira como ele, o designer, está a criar o logotipo, deve ser feito à maneira dele, e para confiar no designer, já que é este o profissional na matéria. Ao ter calma e paciência e educar o cliente desta maneira estamos a criar uma relação a longo prazo que vai beneficiar tanto o cliente como o designer.

7. Apresentação
Aqui é onde o designer tem de apresentar o seu trabalho ao cliente. Podem escolher mostrar ao cliente a grande variedade de rabiscos/desenhos ou mesmo os protótipos finais que fizeram, porque certos clientes acabam por ter gostos muito variados. Ou o designer do logotipo pode também mostrar apenas um, dois ou três protótipos finais do logotipo para não confundir o cliente, porque às vezes torna-se complicado escolher quando se tem muita escolha, se bem que isto é tudo um pouco sujeito a debate. Na minha opinião, apesar de eu poder fazer vários protótipos, acabo por mostrar um máximo de 3 ao cliente (os melhores.

8. Celebração
Depois do logotipo estar feito, toca a celebrar. Há quem faça uma sesta, outros vão jogar video-jogos, outros vão sair à noite, e há outros que não têm tempo para celebrar porque já têm outro projecto em mãos e mal têm tempo para dormir (esta história parece-me demasiado familiar… ai ai…)


CONCLUSÃO
Briefing: Questionário ou entrevista com o cliente
Investigação: estudar a indústria do cliente, história e concorrência
Inspiração visual: analisar visualmente nos logotipos existentes naquela área
Desenho e conceptualização: Desenvolver conceitos do logotipo com base nas fases anteriores.
Reflexão: Fazer pausas construtivas de vem em quando para deixar amadurecer as melhores idéias
Posicionamento: Escolher ou aceitar ordens do cliente ou assegurar o cliente que o logotipo vai ser feito de acordo com o profissional que o designer é.
Apresentação: apresentar apenas alguns protótipos finais ao cliente
Celebração: Auto-recompensa por um trabalho bem feito

Se bem que há quem possa concordar ou discordar destes passos no processo do design do logotipo, assim como dois designers diferentes se fossem dados o mesmo trabalho iriam produzir dois logotipos diferentes, é preciso ainda assim pensar que o conceito daquilo que torna um logotipo bom ou mau, acaba por ser dependente de possivelmente da única pessoa que interessa ser satisfeita… o cliente. O mercado ou público-alvo também é importante, mas isso fica para outra história.

Leave a Comment

Previous post:

Next post:

(additional scripts)