logotipo micro logotipo m?dio logotipo max Dúvidas? Contacte-nos: logos@logoslogotipos.com.pt/912 138 283

Design Gráfico e o plágio de logótipos

by João Alexandre on June 22, 2011

in Geral

Roubo do logotipo no design gráfico

Sendo o mundo do Design Gráfico uma área tão popular pelo mundo fora, é dado adquirido que há-de haver plágio, assim como em muitas outras indústrias, e esta especialmente por ser uma área tão visual.

Diz-se que não é preciso sermos completamente criativos num negócio, só precisamos de ser 10% mais inovadores do que os outros para fazer a coisa funcionar. Isto é uma frase/pensamento interessante, e quando pensamos nela, a maior das empresas que começam estão muito provavelmente a competir com outras empresas e indústrias que já existem no mercado e que já estão a preencher uma necessidade. Se conseguirmos modelar (imitar é uma palavra feia) outra empresa ou modelo de negócios na maior parte dos seus métodos de operação como gestão, inventário e étecetras, e depois adicionar o nosso próprio “twist” à nossa mensagem, identidade ou através do preço, podemos eventualmente conseguir esgueirarmo-nos para dentro do mercado e ganhar o nosso próprio lugar ao sol.

Sinal que diz proibido roubar

Stealing is forbidden

No Design Gráfico e nos logos em particular, as coisas podem ser bem diferentes. Se alguém copia um logo famoso directamente de outra pessoa ou instituição, esse alguém não vai durar muito de certeza devido às repercussões legais. E mesmo que ele ou ela mudem 10% do logotipo, vai ser à mesma óbvio que o logo e a idéia foram copiados ou pelo menos o conceito geral da coisa. Mesmo que por alguma ventura o imitador consiga passar além dos problemas legais, ainda há aquela questão de ser visto pela audiência dele como um imitador.

Há um grande número de casos onde designers, ou alguém querendo ser um, roubaram o trabalho de outra pessoa. Às vezes roubam a coisa logo assim sem mais nem menos com a colocação exacta do símbolo e só mudam o nome da empresa ou a fonte, outras vezes podem alterar um bocado o símbolo ou mexer com a sua posição.

Os designers estão normalmente dentro dos estilos visuais e daquilo que está na moda a nível estilístico usado no design dos logos e design gráfico no geral. Ver o que outros designers estão a fazer é muito fácil, basta ter uma ligação à internet e fazer uma pesquisa rápida nos motores de busca e encontrar e ver uma série de galerias de logos, sites e blogs que servem como inspiração e que mostram o trabalho de outros designers. Os designers estão expostos a muita informação visual ao longo do dia, ao menos faz sentido alguém a trabalhar nesta área gostar de pesquisar e saber o trabalho que se faz por aí. Muitos designers até tiram fotografias e tomam notas de logos (na internet ou na vida real) que podem achar interessantes (eu já assim o fiz).

Imagem duma mão a tirar biscoitos dum prato

É tentador...

Devido a esta exposição constante de material visual, pode chegar o ponto, para alguns designers, onde já não conseguem arranjar mais visualizações e às vezes pode acontecer que ao criar um logótipo que é parecido com outro que já foi feito por alguém, eles pensam que estão mesmo a fazer uma coisa original, o que pode ser verdade, se eles não tiverem mesmo visto a peça que estão supostamente a imitar (mesmo sem saberem), ou duma mistura de exposição inconsciente a uma série de símbolos e estilos visuais que resultam numa forma idêntica ao trabalho deles. Assim o designer, mesmo inocente, acaba por criar uma coisa que tem elementos visuais que já foram usadas da mesma maneira, ou perto disso, sem sequer se terem apercebido disso.

O que isto quer dizer é que pode haver plágio propositado, mas também pode não haver. Sendo ou não propositado até acaba por ser um tributo ao design ou logotipo original, porque se muito é uma maneira de homenagear o design que foi copiado da forma como acabou por entrar dentro do inconsciente do suposto plagiador. Portanto enquanto que há pessoas que, sim senhor, estão a copiar indescriminadamente, é importante nos lembrarmos que também há outros que acabam por assim o fazer sem saber.

2 comments… read them below or add one

Lúcia Lermen September 23, 2015 at 6:27 pm

Olá, tudo bem?
Estava vendo essa matéria de roubo de logotipo, ou melhor, plágio.
Em minha empresa houve um problema parecido…
Uma antiga funcionária que saiu da empresa, abriu outra, e apenas trocou as palavras de nosso logo.
A dúvida em questão é, o que podemos fazer sobre isso?
Nada? Pois como o símbolo é praticamente, digo, é realmente o MESMO, pode-se acontecer da empresa dela ter mais sucesso e reconhecimento que a nossa. O que tornaria a nossa o plágio da vez!
=/

João Alexandre September 23, 2015 at 7:04 pm

Lúcia, o seu logótipo está registado como marca?

Leave a Comment

1 trackback

Previous post:

Next post:

(additional scripts)